Veja uma vez que declarar os Fundos imobiliários

Os Fundos de Investimentos Imobiliários são ativos de renda variável que reúnem e aplicam recursos financeiros em empreendimentos imobiliários. Por isso, assim uma vez que qualquer outro ativo negociado na Bolsa de Valores (B3), os FIIs devem ser declarados no Imposto de Renda.

Finalmente de contas, qualquer operação de compra ou venda realizada no mercado financeiro obriga o preenchimento e envio da enunciação anual do Imposto de Renda, sob pena de complicações com a Receita Federalista.

Portanto, se você adquiriu ou negociou cotas de fundos imobiliários durante o ano-calendário da enunciação, será necessário mencioná-las no documento.

Uma vez que funciona a tributação dos fundos imobiliários?

O Imposto de Renda incide sobre os FIIs somente no momento da venda do ativo, ou melhor, somente quando há o lucro líquido sobre a venda de cotas na operação. Nesse momento, a alíquota utilizada é de 20% sobre a valorização do ativo vendido.

Outrossim, dissemelhante de uma vez que acontece com as ações, não há diferenciação de operações normais e operações day trade, a alíquota de 20% é padronizada sobre qualquer lucro líquido, não existe isenção para vendas de até R$ 20 milénio por mês, por exemplo. Em resumo: vendeu, pagou!

Assim, se você precisar remunerar tributo sobre suas negociações, terá de fazê-lo de forma mensal, através do pagamento do DARF, até o último dia útil do mês seguinte ao da apuração do lucro.

Mas, tranquilize-se, também será provável gratificar prejuízos com a venda de cotas de fundos imobiliários com ganhos recebidos na venda de cotas de fundos da mesma espécie.

Além do mais, ainda é importante lembrar que os rendimentos dos FIIs são isentos de Imposto de Renda, uma vez que é o caso dos dividendos.

Uma vez que declarar fundos imobiliários no Imposto de Renda?

O primeiro passo para declarar seus FIIs no Imposto de Renda é reunir os informes de rendimentos enviados pelos administradores de seus fundos e respectivas corretoras financeiras. De modo universal, eles chegam pelo correio no final do ano ou são disponibilizados em plataformas virtuais.

No entanto, se você não os recebeu, basta entrar no site da B3, conferir o nome do gestor de seus FIIs e entrar em contato diretamente com os responsáveis para solicitar os documentos.

Com os informes de rendimentos em mãos, será necessário declarar os rendimentos de seus FIIs, suas operações de venda durante o ano-calendário da enunciação e seu saldo de cotas no final do mesmo ano.

Passo 1: Declare os rendimentos isentos e não tributáveis

  1. Abra o Programa Gerador do Imposto de Renda do ano-exercício da enunciação.
  2. Selecione a ficha “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”.
  3. Escolha o código “26 – outros”.
  4. Insira o nome e o CNPJ do gestor do FII conforme discriminado no informe de rendimentos recebido pela instituição.
  5. Informe o nome do FII no campo “Descrição”.
  6. Descreva os valores recebidos durante o ano-calendário da enunciação.
  7. Repita a operação até incluir todos os rendimentos isentos recebidos pelos FIIs presentes em sua carteira de investimento.

Passo 2: Declare o lucro de capital ou prejuízo de suas negociações

  1. Abra o Programa Gerador do Imposto de Renda do ano-exercício da enunciação.
  2. Selecione a ficha “Renda Variável”.
  3. Escolha a opção “Operações de Fundos de Investimento Imobiliário”.
  4. Selecione o mês em que a operação foi realizada.
  5. Informe o lucro líquido recebido ou prejuízo obtido na venda do FII.
  6. Insira o valor retraído no momento da venda no campo “Imposto Pago”.
  7. Repita a operação até incluir todas as operações realizadas em cada mês do ano-calendário da enunciação. Nos meses em que não ocorreu insânia de FIIs, deixe zerado.

Passo 3: Declare o saldo de seus FIIs em Bens e Direitos

  1. Abra o Programa Gerador do Imposto de Renda do ano-exercício da enunciação.
  2. Selecione a ficha “Bens e Direitos”.
  3. Escolha o código “73 – Fundos de Investimento Imobiliário”.
  4. Especifique o nome e o CNPJ do fundo e a quantidade de cotas.
  5. Descreva os valores nos campos “Situação” nas datas discriminadas.
  6. Repita a operação até incluir todos os FIIs disponíveis na sua carteira de investimento no ano-calendário da enunciação.

Prontinho, seguindo esse passo a passo para declarar seus fundos imobiliários no Imposto de Renda você estará no caminho manifesto, logo não deixe de fazê-lo por terror de errar, ok?

Dica Extra do Jornal Contábil : Aprenda a fazer Enunciação de Imposto de Renda. Aprenda tudo de IR em somente um final de semana

Conheça nosso treinamento rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber sobre IR. No curso você encontra:

Texto detalhado, organizado e sem dificuldade, vídeo aulas simples e didáticas, passo a passo de cada procedimento na prática. 

Tudo à sua disposição, quando e onde precisar. Não perdida tempo, clique cá e aprenda a fazer a enunciação do Imposto de Renda.

Original de Leoa

Veja o Treta dos Famosos e fique atualizado de notícias dos famosos

Manadeira do Item

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima