Qual o melhor padrão de enunciação do Imposto de Renda?

Primeiramente, não existe o melhor padrão de enunciação de Imposto de Renda, mas sim o padrão mais indicado para cada perfil de tributário.

Logo, para responder essa pergunta, precisamos saber os modelos de enunciação e, em seguida, saber os perfis de tributário que mais se adequam a eles.

Existem dois tipos de padrão de enunciação de Imposto de Renda: o padrão simplificado e o padrão completo.

A principal diferença entre ambos tem porquê base o perfil do tributário e as características de suas despesas.

Em tese, contribuintes que possuem um grande número de despesas dedutíveis devem optar pelo padrão de enunciação completo, enquanto contribuintes que não possuem um número considerável de despesas que podem ser abatidas da base de cômputo do tributo, devem optar pelo padrão simplificado.

Quais são os modelos de enunciação do Imposto de Renda?

1. Protótipo Simplificado

O padrão simplificado é a melhor opção para os contribuintes que possuem poucas despesas dedutíveis, ou seja, que não possuem gastos regulares com despesas que podem ser subtraídas do imposto devido ou aumentar o valor restituído.

Isso porque quando o tributário opta pelo padrão simplificado da enunciação do Imposto de Renda, ele opta, também, por um desconto padrão de 20% sobre o montante de todos os rendimentos tributáveis recebidos no ano-calendário da enunciação.

Na prática, esse desconto pode entender o valor supremo de R$ 16.754,34.

2. Protótipo Completo

O padrão completo, por outro lado, é a melhor opção para os contribuintes que possuem um número significativo de despesas dedutíveis.

Nesse caso, esse é o padrão mais indicado, pois as deduções podem chegar a um valor mais significativo que o desconto padrão oferecido pelo padrão simplificado.

Aquém, você confere quais são as despesas que podem ser abatidas da base de cômputo do Imposto de Renda:

  • despesas com saúde;
  • despesas com ensino;
  • previdência privada;
  • INSS do empregado doméstico;
  • livro-caixa de profissionais liberais ou autônomos;
  • honorários advocatícios quando houver verba tributável;
  • despesas de quem recebe aluguel;
  • doações.

Acumulou muitas despesas nominadas na lista? Logo, no seu caso, a melhor opção é declarar o seu Imposto de Renda utilizando o padrão completo.

Designed by kan_chana / shutterstock
Designed by kan_chana / shutterstock

Uma vez que saber qual padrão de enunciação escolher?

Para saber qual o padrão de enunciação de IR é o ideal para o seu perfil de tributário, basta explorar as suas despesas do ano-calendário da enunciação.

Ou seja, se você ou seus dependentes tiveram despesas altas, principalmente, com saúde e ensino, no ano-calendário da enunciação, opte pelo padrão completo.

Agora, se seus gastos com despesas dedutíveis foram “enxutas”, não se arrisque, opte pelo padrão simplificado e aproveite o desconto padrão.

Agora que você sabe qual é o melhor padrão de enunciação do Imposto de Renda, de convenção com o seu perfil de tributário, que tal uma dica quentinha?

Você sabia que declarar o Imposto de Renda pode ser fácil, rápido e zero burocrático? Sim, a Leoa desburocratiza o processo de preenchimento e envio da enunciação do IRPF, oferecendo o auxílio de uma assistente virtual para seguir o preenchimento e envio do documento, evitando erros e possibilitando, ainda, o aumento da sua restituição.

Na próxima enunciação, conte com a Leoa para ajudar você na missão de declarar corretamente seu Imposto de Renda.

Natividade: Leoa

Imagem: Leoa

 

Veja o Treta dos Famosos e fique atualizado de notícias dos famosos

Natividade do Cláusula

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima