Qual é a melhor forma para simular minha aposentadoria?

Simular a aposentadoria é alguma coisa que todo o segurado deveria fazer antes de solicitar seu mercê no INSS.

Isso porque é através dessa estudo que o trabalhador entenderá a sua atual situação previdenciária. Assim poderá pedir sua aposentadoria de forma mais tranquila e com menos chance do INSS negar seu mercê.

O grande erro do trabalhador é pensar que não precisa se preocupar com CNIS, documentação, vínculos, etc, antes de dar ingressão com o pedido.  Ao solicitar a aposentadoria nessas condições, os danos podem ser irreversíveis.

Por isso, se você está pensando em se reformar, confira 5 coisas que você vai desvendar ao simular sua aposentadoria.

  • Porquê calcular a aposentadoria
  • Invenção 1 – Encontrar falhas no CNIS
  • Invenção 2: Qual a aposentadoria mais vantajosa no seu caso
  • Invenção 3: Se você pode se reformar pelas regras antigas
  • Invenção 4 – Ter períodos especiais e aumentar o tempo de imposto
  • Invenção 5 – Prever o valor a ser recebido de aposentadoria
  • Simular sua aposentadoria pode te dar um quadro do seu horizonte

Porquê calcular a aposentadoria

Calcular ou simular sua aposentadoria é alguma coisa que vai muito além dos números. Um operação de aposentadoria responde quando o segurado deve se reformar, qual a aposentadoria mais vantajosa e uma previsão do quanto irá receber.

E para chegar nessa epílogo é feita uma estudo completa de documentos.

Por exemplo, você sabia que o INSS pode não ter ciência de qualquer vínculo ou falta nos seus documentos e que com isso pode negar o seu mercê?

Leste é um dos principais motivos pelo qual é importante o segurado saber calcular sua vida contributiva e reunir os documentos corretos para requerer a aposentadoria.

Agora que você entendeu que simular a aposentadoria não envolve unicamente números, vamos desvendar outras coisas que você vai poder verificar ao calcular a sua.

Invenção 1 – Encontrar falhas no CNIS

É muito difícil o trabalhador que tenha atuado em unicamente um lugar durante sua vida.

Portanto, dentro das contribuições de um segurado, podem viver aquelas uma vez que empregado, uma vez que autônomo, quando atua em atividade peculiar, quando tem tempo rústico…

Quanto mais particularidades existirem, mais sisudo você precisa permanecer sobre as suas informações.

Um dos principais motivos para realizar um operação de aposentadoria é identificar se as informações no seu CNIS estão corretas.

O CNIS é o documento onde consta toda informação laboral e previdenciária do segurado. Ele é utilizado pelo INSS para calcular aposentadorias e demais benefícios.

Porém, dificilmente um CNIS estará com as informações 100% atualizadas. É universal que hajam falhas no CNIS, que qualquer vínculo não tenha data de saída registrada, algumas vezes até mesmo CTPSs perdidas e não existência do vínculo no extrato do INSS.

Para você ter uma teoria do que estamos querendo manifestar, vou lhe dar um exemplo.

Imagine que você trabalhou em uma empresa por 5 anos, mas acabou saindo para buscar outra oportunidade. Na hora de solicitar sua aposentadoria, não percebeu que no CNIS não constava a data em que você saiu dessa empresa.

Em regra, se o INSS considerar unicamente as informações do sistema e elas tiverem esse tipo de falhas, ele pode considerar unicamente 1 dia de imposto para esse período.

Sim, isso mesmo que você leu. Esses 5 anos podem se transformar em unicamente 1 dia.

São 5 anos a menos no seu operação de tempo de imposto e 5 anos de imposto que podem permanecer de fora do operação do mercê.

Esse foi unicamente um exemplo de uma situação que pode intercorrer.

Essas possibilidades podem mudar significativamente o resultado de uma aposentadoria e por isso esse é um dos motivos para a realização do operação previdenciário ser tão importante.

Invenção  2:  Qual a aposentadoria mais vantajosa no seu caso

Existem situações onde o segurado acredita que preencheu os requisitos para se reformar. E, com base nessa informação, deseja requerer seu mercê junto ao INSS o quanto antes. Porém, isso pode ser um grave erro.

Por exemplo:

João fez a conta de cabeça de quanto tempo trabalhou durante a vida e acha que já pode “se recostar no INSS” pelo seu tempo de imposto. Sem perder tempo, ele foi até o INSS e encaminhou sua aposentadoria. Somente, com base nos seus cálculos.   

Sobre o exemplo supra, você acha que foi uma boa teoria João dar seguimento nesse pedido? Será mesmo que a aposentadoria calculada de cabeça será a mais vantajosa no caso de João?

Trouxemos esse exemplo unicamente para ilustrar uma situação que acontece com frequência em nosso escritório.

Muitos trabalhadores não sabem que podem ter recta a mais de um tipo de aposentadoria.

Algumas vezes, esperar poucos meses pode fazer outra espécie de aposentadoria ser alcançável e com isso aumentar até mesmo o valor a ser recebido.

É indispensável calcular todas as espécies de aposentadoria antes de encaminhar o mercê para prometer aquele que será o mais vantajoso financeiramente.

Neste sentido realizar um operação completo é precípuo, pois trará uma visão macro sobre as diversas possibilidade e guiará a escolha do segurado para não ocorrer prejuízo.

Invenção 3: Se você pode se reformar pelas regras antigas

Porquê todos sabem em novembro de 2019 começou a vigorar a Reforma da Previdência e com isso novas regras passaram a valer.

De regra, as novas disposições costumam trazer prejuízo para a aposentadoria do segurado na medida que ou exigem mais tempo de imposto ou maior idade.

Do mesmo modo, a forma de operação também mudou e com isso há grande tendência a reduzir o valor do mercê se comparado com as regras anteriores.

Mas sabia que existe uma forma de “evadir” das novas regras da reforma?

Para isso, você precisa ter o chamado recta adquirido.

Se você alcançou os requisitos para se reformar antes da reforma entrar em vigor, você já adquiriu o recta a aquele mercê.

Por isso que, investigar o seu histórico contributivo é fundamental para averiguar a possibilidade desse recta. Podendo gerar assim significativa diferença na renda mensal de aposentadoria do segurado.

Um exemplo é a Aposentadoria Privativo. Antes da Reforma, para se reformar era necessário satisfazer o tempo de imposto exigido. Sem idade mínima e o valor a ser recebido era de 100% do salário de mercê.

Atualmente, é exigida idade mínima, o operação mudou e, para muitos, deixou de ser um dos benefícios mais vantajosos.

Invenção 4 – Ter períodos especiais e aumentar o tempo de imposto

Simular sua aposentadoria e desvendar a existência de possíveis períodos especiais pode fazer a diferença na hora de se reformar.

Tempo de atividade peculiar são períodos em que o segurado atuou exposto a agentes nocivos a sua saúde. E eles podem ser diversos uma vez que calor, insensível, estrondo, produtos químicos, vírus, bactérias, entre outros. Além desses, temos a periculosidade.

Existem situações que a aposentadoria pode ser integralmente peculiar. Em outras, o segurado pode ter tanto períodos especiais uma vez que comuns.

O tempo peculiar trabalhado antes da reforma pode ser convertido em universal.

Por exemplo, para o segurado que deseja transformar o tempo peculiar em universal será aplicado um fator multiplicador que para o varão é de 1,4 e o da mulher 1,2.

Isso significa que, se o varão tem 10 anos de atividade peculiar e quer transformar para universal, passará a ter 14 anos. Já a mulher, no mesmo exemplo, terá 12 anos de tempo universal.

É importante permanecer sisudo ao vestimenta de que não é toda calculadora que faz essa estudo. A própria calculadora do INSS não faz esse operação de forma automática.

Por isso, existem programas específicos utilizados por advogados especializados em aposentadoria, que permitem a identificação desse tempo e as simulações necessárias visando gabar tanto o tempo de imposto quanto a renda da aposentadoria.

Invenção 5 – Prever o valor a ser recebido de aposentadoria

Você em qualquer momento já parou para pensar o quanto precisará receber de aposentadoria para ter uma vida tranquila?

Inúmeros são os aposentados que precisam seguir na ativa para poder manter sua quesito financeira depois da aposentadoria. Sabia que 2 a cada 3 brasileiros recebem um salário mínimo de mercê?

É um miragem muito universal pensar que a aposentadoria equivalerá ao seu salário no ato do requerimento.

Na pratica serão consideradas todas as suas contribuições para o INSS, inclusive, aquelas do início da sua curso que tendem a ser mais baixas.

Portanto, o operação vai poder lhe ajudar a ter a real noção do seu mercê, se vale a pena encaminhar ou esperar mais um pouco.

Sobre prever o valor a ser recebido ao simular a aposentadoria, temos a imagem a seguir uma vez que exemplo.

No caso desse trabalhador, ele já completou os requisitos para solicitar a Aposentadoria por Tempo de Imposto (Regra de transição de pedágio 50%).

Ao escolher essa regra, o valor previsto de mercê é de R$ 2.607,62.

Em maio de 2023, esse mesmo trabalhador preencherá os requisitos para a Aposentadoria Privativo (Regra de Transição). Caso decida esperar até a data, o mercê a ser recebido será de R$ 3.423,91.

A diferença é de R$ 816,29.

Viu uma vez que ver essas simulações te auxiliam na escolha de qual caminho seguir para a sua aposentadoria?

Simular sua aposentadoria pode te dar um quadro do seu horizonte

Chegando até cá foi verosímil identificar 5 pontos importantes que você saberá ao simular sua aposentadoria.  

Pode ter certeza que depois desse texto você sabe coisas que grande segmento dos trabalhadores não tem conhecimento. E, esse é o primeiro passo para uma aposentadoria mais digna e justa.

Cuidar da aposentadoria não deve ser alguma coisa a ser pensado unicamente quando a hora chegar.

O operação de aposentadoria lhe dará um quadro completo de sua situação, indicando o melhor caminho a ser seguido.

Se você entende a importante de simular sua aposentadoria mas tem dificuldade em sentenciar por onde estrear, o profissional indicado para lhe facilitar é o legisperito previdenciário.

Esse profissional é especializado em benefícios do INSS. Por isso, poderá lhe dar o suporte necessário em seu caso.

Manancial: Carbonera&Tomazini Advogados

Veja o Treta dos Famosos e fique atualizado de notícias dos famosos

Manancial do Item

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima