FOMC: o que é, para que serve e por que saber?

Compreender os mecanismos e órgãos institucionais que regulamentam as economias ao volta do mundo é fundamental para investir de forma adequada. Por isso, é necessário saber o que é o FOMC e uma vez que as decisões tomadas por ele impactam a economia dos Estados Unidos e do mundo.

Funcionando uma vez que uma espécie de Comitê de Política Monetária (Copom) dos EUA, ele é o responsável por definir a circulação da moeda de uma das maiores economias do mundo. Assim, as decisões tomadas pelo FOMC têm impacto em todo o planeta — inclusive no Brasil.

Ficou interessado nos impactos do FOMC nos seus investimentos? Logo continue a leitura deste cláusula para entender melhor o que é o FOMC e qual a valor de conhecê-lo!

O que significa FOMC?

O primeiro passo para compreender o que é o FOMC é entender o que significa essa {sigla}. Ela faz referência ao Federalista Open Market Committee. Em tradução para o português, ele pode ser percebido uma vez que Comitê Federalista de Mercado Desimpedido.

Esse órgão é uma percentagem ligada ao Federalista Reserve System (FED), que é responsável pela organização da política monetária dos Estados Unidos (EUA). Diante disso, não é provável entender o funcionamento do FOMC sem antes investigar uma vez que o FED funciona.

Por isso, confira as informações a seguir:

Federalista Reserve System

O Federalista Reserve System, muitas vezes chamado exclusivamente de Federalista Reserve, é uma das instituições mais poderosas do mundo. Isso ocorre porque o FED é responsável por controlar a política monetária dos Estados Unidos — a maior potência econômica global.

Em relação ao seu funcionamento, as decisões são tomadas a partir de um comitê — um conjunto de pessoas capacitadas para investigar as estratégias econômicas a serem adotadas. Assim, os membros desse grupo possuem grandes responsabilidades, uma vez que:

  • deliberar uma vez que a política monetária será conduzida;
  • adotar métodos para promover a segurança do sistema financeiro dos EUA;
  • prometer a segurança e solidez de instituições financeiras individuais;
  • promover a segurança do sistema de pagamento e liquidação;
  • proteger o consumidor, garantindo o desenvolvimento da comunidade.

Uma vez que é provável notar, o papel do FED é extremamente importante. Dessa forma, por meio das funções citadas, o órgão garante o bom funcionamento da estrutura financeira dos Estados Unidos. Para que isso ocorra, existem três entidades chaves na elaboração do FED:

  • Federalista Reserve Board of Governors: o Recomendação de Governadores é uma dependência independente, composta por sete membros indicados pelo presidente e confirmados pelo senado. Esse é o órgão dirigente do FED, que orienta as operações para promover os objetivos e compromissos da instituição;
  • Federalista Reserve Banks: dissemelhante da estrutura generalidade de bancos centrais, em que há exclusivamente uma instituição, nos EUA existem 12 bancos centrais. Cada um desses bancos é incorporado separadamente, tendo um recomendação de gestão de nove membros;
  • Federalista Open Market Commitee😮 FOMC é o corpo do FED que rege a política monetária vernáculo. Assim, esse órgão toma todas as decisões referentes às operações do mercado descerrado, influenciando diretamente em diversos aspectos da economia estadunidense e, por consequência, mundial.

Para que serve o Federalista Open Market Committee?

Agora que você compreende o que é o FOMC e qual sua relação com a Federalista Reserve dos Estados Unidos, é provável aprofundar o matéria a investigar, especificamente, uma vez que ocorre o funcionamento desse órgão.

Para tanto, é importante desmembrar diferentes aspectos que o compõem. Assim, é válido compreender seus objetivos, ferramentas, elaboração e reuniões.

Confira essas e outras informações a seguir!

Objetivos

O FOMC tem diferentes objetivos e responsabilidades. No entanto, todas elas estão diretamente ligadas a questões da política monetária dos Estados Unidos. Enfim, esse é o foco de atuação do Comitê Federalista de Mercado Desimpedido.

Quando o matéria é política monetária, isso significa que as decisões tomadas pelo FOMC refletem diretamente na forma uma vez que o moeda circula dentro dos EUA. Assim, elas influenciam em questões ligadas à inflação, desenvolvimento econômico e dinâmica de consumo.

Em termos práticos, uma das principais tarefas do FOMC é definir as três taxas de juros da economia. O propósito é atender a uma política econômica que pode ser tanto expansionista quanto contracionista.

No primeiro caso, o intuito é fazer com que a quantidade de moeda em circulação aumente. Isso pode ocorrer por meio da subtracção da taxa de juros, que favorece o crédito, facilitando a circulação de moeda.

Nesses cenários os títulos públicos ficam menos atraentes, com o recurso que iria para o estado sendo dispensado no mercado. Já no caso de políticas contracionistas, o intuito é o oposto. Ou seja, diminuir a circulação de moeda.

É generalidade que essa postura seja tomada quando o consumo está muito elevado, fazendo com que a lei de oferta e procura aumente a inflação. Quando isso ocorre, os títulos públicos passam a ser mais atraentes, enquanto o crédito tende a ser menos ofertado.

Ferramentas

Uma vez que visto, para depreender os propósitos do FOMC de regular a circulação monetária nos Estados Unidos, o comitê tem a sua disposição três taxas de juros. Elas influenciam diretamente no posicionamento de uma economia expansionista ou contracionista.

Veja quais são essas taxas de juros e uma vez que elas funcionam:

  • taxa básica de juros: é o montante pago pelo Governo para captar investimentos no mercado financeiro. Todas as taxas cobradas pelos bancos comerciais dos seus devedores devem seguir essa tendência, acompanhando a sua subida ou baixa;
  • taxa de redesconto: é a taxa cobrada pelo Governo para emprestar moeda aos bancos comerciais;
  • repositório compulsório: consiste no percentual dos depósitos dos bancos comerciais que deve ser depositado no Banco Médio para agir uma vez que suplente financeira. Vale notar que esse repositório é obrigatório.

Elaboração

Você já aprendeu que existem diferentes ferramentas disponíveis para que o FOMC alcance seus objetivos visível? Portanto, a decisão de uma vez que elas serão utilizadas cabe aos membros desse órgão — que são responsáveis por definir a direção da política monetária dos EUA.

O FOMC é formado por 12 membros que possuem recta ao voto. A elaboração é feita pelos sete membros do Recomendação de Governadores, o presidente do Federalista Reserve Bank de Novidade Iorque e 4 dos 11 presidentes dos demais bancos centrais.

Vale notar que todos os presidentes dos bancos centrais assistem às reuniões do FOMC e podem participar das discussões. Entretanto, somente os presidentes membros podem votar. Para isso, há um procuração de um ano, permitindo que as lideranças de diferentes bancos centrais tenham espaço no processo.

Reuniões

As reuniões do FOMC ocorrem 8 vezes por ano, o que corresponde a 1 reunião a cada 6 semanas. Por questões de segurança, todos os encontros são privados, tendo a participação restrita aos integrantes do comitê e participantes do processo.

Demais, antes das reuniões, um grupo de economistas do FED fornece relatórios econômicos a todos os integrantes do FOMC, além dos presidentes não-membros dos bancos centrais.

Nesses documentos constam aspectos da economia dos Estados Unidos e também projeções sobre o horizonte de indicadores macroeconômicos, tanto internos quanto externos. São eles:

  • Beige Book: documento que apresenta dados do desenvolvimento econômico em cada região abrangida por uma filial do FED. Ele aborda eventos impactantes (uma vez que desastres ambientais), desempenho do consumo e nível da atividade mercantil, entre outros aspectos;
  • Green Book: relatório que realiza um conjunto de projeções a reverência da performance esperada para o horizonte do mercado vernáculo e mundial;
  • Blue Book: fornece uma lista de opções disponíveis ao comitê, sugerindo possíveis decisões a serem tomadas por ele.

Com base nessas e em outras informações, os integrantes do FOMC debatem para definir se a tomada de decisão será pautada na queda, manutenção ou no aumento das taxas básicas de lucro.

Por término, é realizada uma votação para estabelecer qual será a melhor estratégia para a política monetária. A partir de logo, será definida a taxa de juros a ser utilizada no mercado descerrado pelo FED, que deve permanecer vigente até que ocorra uma novidade reunião do FOMC.

Uma vez que saber sobre as decisões do órgão?

Uma vez que você viu, o FOMC é um órgão ligado ao FED que define a política monetária dos Estados Unidos a partir de reuniões que acontecem 8 vezes por ano. Agora é necessário compreender uma vez que seguir as decisões do comitê.

Em seguida uma reunião ser realizada, o FOMC divulga as decisões tomadas. Elas são expressas em duas publicações: os statements do FOMC e a ata da reunião. Os primeiros são revelados logo depois a decisão da política monetária ser tomada pelos membros. Já a ata é publicada uma semana depois.

No caso do statement de decisão de política monetária, são destacadas as principais posturas tomadas na reunião, com algumas amostras sobre a visão dos membros no que diz reverência às condições gerais da economia.

É generalidade que o documento seja limitado, contendo aproximadamente duas páginas. Por outro lado, a ata da reunião é um documento mais robusto, que apresenta informações mais precisas sobre o que ocorreu no encontro. Por isso, ela costuma ser dividida em partes.

Confira a seguir quais são elas:

Revisão de estratégias de política monetária

Demonstra as revisões sobre a estratégia até logo adotada, além das ferramentas e demais mecanismos utilizados pelo Federalista Reserve Bank — uma vez que suas práticas de informação.

Essa segmento do documento também traz a estudo da situação do mercado financeiro e das operações de mercado descerrado.

Informações e opiniões dos membros do FOMC

Trata-se da segmento mais relevante da ata, pois a decisão de política monetária é anunciada semanas antes, no statement. Cá, portanto, são reveladas as opiniões das pessoas que tomam as decisões sobre a política.

Prestar atenção a essas informações é fundamental, visto que é provável saber as diferentes opiniões econômicas que compõem o órgão. A maneira uma vez que essas pessoas pensam é de suma valor permitindo ter uma noção da forma uma vez que o FOMC deve atuar em diferentes ocasiões.

Em cada opinião sobre o matéria é apresentada uma teoria sobre a quantidade de membros que concordaram com a posição adotada, mas não quais. Por isso, são utilizados adjetivos uma vez que “par”, “vários” e “alguns”.

Decisão de política monetária

Por último, ao final do documento, é descrita a decisão de política monetária. É nela que acontece a formalização da taxa dos fundos federais e um resumo da situação manante. Ou por outra, quando necessário, o documento expõe outras modificações referentes à circulação de moeda no país.

Por que o investidor precisa saber o FOMC?

Até cá, você conferiu as principais informações sobre o Federalista Open Market Committee, analisando o que é esse órgão e uma vez que ele atua. Logo é preciso saber por que é importante que o investidor brasílio acompanhe os seus anúncios e decisões.

Uma vez que é por meio do FOMC que a circulação monetária dos Estados Unidos é definida, as decisões tomadas por esse comitê afetam diretamente a economia estadunidense. Uma vez que resultados, mercados de todo o mundo também são afetados.

Enfim, os EUA são uma das maiores potências globais, sendo o principal parceiro mercantil de diversos países. Com isso, em um mundo globalizado, as nações têm intensa relação entre si e os mercados se influenciam mutuamente.

Em termos práticos, as medidas tomadas pelo FOMC podem ocasionar volatilidade nos mercados externos. Isso impacta o valor do dólar e, por sua vez, a dinâmica das negociações de capitais em todo o mundo, visto que o dólar é a principal moeda de suplente das economias globais.

Ou por outra, a mudança da taxa de juros referente à circulação do dólar afeta de forma direta os investimentos na bolsa de valores brasileira, B3. Um grande impacto pode ser sentido, por exemplo, nos contratos futuros de dólar e no mercado horizonte uma vez que um todo.

Também há efeitos nos ativos da bolsa de valores, uma vez que as ações. Uma das possibilidades se deve à relação entre o dólar e a bolsa. Geralmente, quando a moeda está em subida, é provável que a bolsa enfrente quedas.

Desenlace

Conseguiu compreender o que é o FOMC? Esse órgão tem uma grande influência na maneira uma vez que as economias ao volta do mundo se comportam. Por isso, vale a pena entender uma vez que ele funciona e quais impactos suas decisões podem ter nos investimentos.

Para ter entrada a mais conteúdos uma vez que leste e aprimorar seus conhecimentos sobre o funcionamento da economia, nos siga no Facebook, Instagram, YouTube, Twitter e LinkedIn!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima