Como demitir um funcionário? Passo a passo para fazer uma Demissão

Fazer a demissão de um funcionário nunca é simples e fácil. No entanto, existe um passo a passo que permite um processo ético, que trata o profissional com o devido respeito e permite evitar problemas posteriores em relação aos procedimentos adotados na demissão.

Se você nunca enfrentou a necessidade de fazer a demissão de um funcionário, nós vamos te ensinar o passo a passo que será necessário seguir para lidar com a situação.

De modo que, não cometa erros no processo de demissão, justamente com o objetivo de evitar processos trabalhistas posteriores.

Existem diferentes tipos de demissão de um funcionário

Antes de mais nada é preciso entender que existem diferentes casos que motivam a demissão. A demissão por justa causa ocorre quando o profissional comete algo que está previsto no artigo 482 da CLT.

A demissão solicitada pelo profissional, que deve entregar uma carta escrita de próprio punho solicitando a demissão e também a demissão sem justa causa quando a empresa não tem interesse em manter o colaborador em seu quadro.

E também a demissão consensual que é uma novidade trazida pela mais recente reforma trabalhista.

O que iremos abordar a seguir é o passo a passo para fazer a demissão sem justa causa, de modo que, possa evitar equívocos que geram processos trabalhistas. Confira!

Como fazer demissão sem justa causa?

Existem alguns passos importantes para realizar a demissão sem justa causa, descreveremos a seguir quais são.

1.  Faça a entrevista de demissão

A entrevista de desligamento é um momento no qual o colaborador será informado sobre o desligamento da empresa, bem como, os motivos pelos quais essa decisão foi tomada.

É importante que durante esse processo, ter total transparência e receptividade para ouvir do colaborador a opinião dele sincera sobre a empresa.

Geralmente, esse momento é muito revelador e aponta críticas que podem ser usadas para a melhora do ambiente laboral.

2.  Avalie a necessidade do aviso prévio

É possível optar pelo aviso prévio de 30 dias ou mais de acordo com o tempo que o profissional trabalhou na empresa. Bem como, é possível indenizar de forma adiantada o período para que o profissional não precise continuar trabalhando por 30 dias.

Essa escolha é importante para que a empresa tenha tempo de se adaptar à rotina sem o colaborador.

Fazer uma análise minuciosa é importante para que o aviso prévio possa ser uma decisão assertiva para a empresa.

3.  Calcular os pagamentos rescisórios

Com base na decisão de aviso prévio, é preciso fazer o cálculo dos pagamentos que precisam ser feitos ao profissional. É preciso quitar os valores descritos:

  • Saldo de salário;
  • Férias;
  • 13° salário proporcional;
  • Horas extras e adicionais;
  • Aviso prévio caso opte por pagar;
  • INSS e FGTS.

Esses são os valores que precisam ser entregues ao colaborador no período que compreende sua demissão.

4.  Faça todo o processo de demissão de um funcionário dentro dos prazos

É preciso seguir todo o processo de demissão de acordo com o no § 6º, do art. 477, da CLT. Dependendo do modelo de contrato, o prazo é de 10 dias corridos a partir do último dia trabalhado.

De modo que, a empresa possa pagar todos os valores devidos ao colaborador e garantir que a sua parte foi feita, evitando multas e processos.

Aprenda a parte prática de departamento pessoal

Ainda possui outras dúvidas em relação a parte prática de departamento pessoal? É importante se preparar para evitar erros no dia a dia de trabalho.

Tendo em vista que, os equívocos podem custar caro para a sua carreira, gerando até mesmo a sua demissão.

Além disso, erros são prejudiciais para a sua imagem como profissional. Aprenda tudo que precisa saber no curso Departamento Pessoal na Prática.

 

Veja o Treta dos Famosos e fique atualizado de notícias dos famosos

Fonte do Artigo

Read Previous

O que é a nota fiscal complementar e em qual caso deve ser emitida?

Read Next

Seu nome está negativado indevidamente? Descubra como resolver

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *