Código de moral do INSS: entenda a Portaria 1.531/2022

Você sabia que foi validado o Código de Conduta Moral do INSS, por meio da Portaria PRES/INSS nº 1.531/2022?

Recentemente, o INSS aprovou o Código de Conduta Moral, por meio da Portaria PRES/INSS nº 1.531, de 12 de dezembro de 2022. Trata-se de uma novidade, pois nascente é o primeiro Código de Moral do INSS.

Missão

Prometer proteção social aos cidadãos por meio de reconhecimento de direitos.

Visão

Ser reconhecido pela primazia no relacionamento com o cidadão.

Valores

  • Moral
  • Reverência
  • Segurança
  • Transparência
  • Profissionalismo
  • Responsabilidade Socioambiental

Objetivos

A moral é um dos principais valores do INSS, sendo o principal firmamento de suas ações para oferecer um serviço melhor. Porquê resultado, o Código de Moral do INSS visa compartilhar e unificar as ações dentro da Autonomia Previdenciária.

A saber, dentre os diversos objetivos elencados pelo INSS, estão:

  • Estimular e conscientizar os agentes públicos de manter proeminente padrão ético;
  • Ampliar a crédito da sociedade na integridade e transparência das atividades desenvolvidas;
  • Promover o obrigação de preservação da imagem e da reputação da Autonomia;
  • Mitigar os riscos relacionados a desvios de conduta, fraude, depravação, conflito de interesses, lavagem de moeda, terrorismo, atos de discriminação, violência laboral, insulto de poder, assédios moral e sexual;
  • Manter o envolvente de trabalho em condições favoráveis ao bom desempenho das atividades, uma vez que fator excitante para a permanência dos servidores;

Vedações

Por sua vez, dentre as diversas vedações aos agentes públicos do INSS, estão:

  • Fazer uso de sua posição profissional ou de informações privilegiadas para obter vantagens pessoais ou em mercê de terceiros, ainda que sua conduta não acarrete nenhum prejuízo para o INSS;
  • Pleitear, solicitar, provocar, sugerir ou receber qualquer tipo de ajuda financeira, gratificação, prêmio, percentagem, doação ou vantagem de qualquer espécie, para si, familiares ou qualquer pessoa, para o cumprimento da sua missão ou para influenciar outro servidor para o mesmo término;
  • Assumir posição de representante do Instituto nas redes sociais (havendo debates envolvendo o nome da Instituição, é preciso deixar evidente que se trata de opinião pessoal e não necessariamente a posição do INSS);

Canais de denúncia

Conforme Código de Moral do INSS, qualquer cidadão, agente público, pessoa jurídica de recta privado, associação ou entidade de classe poderá provocar a atuação da Percentagem de Moral do INSS.

Desse modo, realiza-se a denúncia com o objetivo que apurae eventual transgressão moral imputada ao agente público ou ocorrida em setor do órgão. Nesse sentido, as denúncias devem ser efetivadas por meio do Fala.BR – Plataforma Integrada de Ouvidoria e Aproximação à Informação.

Por término, em caso de DÚVIDAS quanto à emprego do Código de Moral, poderão ser realizadas consultas pelo contato eticainss@inss.gov.br.

Importante

Supra de tudo, é inegável que o INSS garante renda aos cidadãos brasileiros, por vezes, nos momentos mais sensíveis de suas vidas. Dessa forma, objetiva-se a proteção social aos cidadãos por meio do reconhecimento do recta.

Todavia, para o sucesso do INSS, é necessário o comprometimento de seus gestores, servidores e demais colaboradores.

Acesse cá a íntegra do Código de Conduta Moral do INSS.


Quer se manter informado com as principais notícias no mundo do recta previdenciário? Logo, não deixe de acessar o site e blog do Previdenciarista!

Voltar para o topo

Natividade do cláusula

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top
Rolar para cima