Brainstorming: O que é e como essa técnica pode ajudar na resolução de problemas

logo-contmatic-news-blog

O brainstorming é uma atividade que busca desenvolver a criatividade e o surgimento de ideias para se resolver um problema ou dar sequência a algum projeto.

A “tempestade de ideias”, como pode ser traduzida para o português, normalmente é realizada em grupo, mas é um exercício que também pode ser feito individualmente.

Em primeiro lugar, é preciso identificar o problema para o qual será encontrada a solução.

Ao usar o brainstorming, o objetivo é você e seu grupo conseguirem reunir todas as propostas que surgirem.

E, além disso, é importante sair deste exercício com a identificação da ideia ou das ideias que tenham mais potencial de eficiência.

A técnica de brainstorming foi desenvolvida pelo publicitário norte-americano Alex Osborn e tem como outro objetivo engajar a equipe de trabalho na solução de um problema e dar a liberdade para que todos explorem a criatividade durante esse processo.

Quando e por que usar o Brainstorming?

O Brainstorming pode ser usado em muitas situações. Normalmente, essa técnica é muito procurada para solucionar problemas, mas pode, também, ser aplicada em situações positivas e de desenvolvimento, ao pensar no crescimento de uma empresa, por exemplo.

Algumas situações para se aplicar o exercício:

A) Publicidade: Ao desenvolver ideias para campanhas.

B) Formação de equipes: Com discussões sobre ideias, ampliando a criatividade.

C) Desenvolvimento de produtos: Tanto para a elaboração de novos, quanto para o melhoramento dos já existentes.

D) Resolução de problemas: Pensamento focado na análise das consequências e busca da solução.

E) Gestão de projetos: Identificar as entregas, os recursos, as tarefas e as responsabilidades.

F) Gestão de processos: Procurar formas de melhorar os processos internos da empresa.

As vantagens do Brainstorming

Ao usar o brainstorming durante dinâmicas em grupo é possível desenvolver diversas habilidades interpessoais.

A primeira delas é a interatividade, porque essa atividade gera a troca de informações entre os participantes.

Além disso, todos aprendem a expor as ideias que pensaram. No ambiente corporativo, isso leva a um outro benefício, que é a valorização e o desenvolvimento dos colaboradores.

Durante o brainstorming, os funcionários são ouvidos e as suas opiniões são levadas em consideração, gerando ainda mais motivação para o dia a dia.

Essa técnica ainda estimula o trabalho em equipe e, por isso, também ajuda bastante no relacionamento entre os participantes, deixando um ambiente mais descontraído e tranquilo para se trabalhar.

A comunicação também é beneficiada durante a prática do brainstorming, uma vez que os participantes se sentem mais à vontade para se expressar e se sentem mais incentivados a colocar em prática as ideias geradas nessa dinâmica.

Para quem for usar o brainstorming individualmente, o pensamento criativo continua sendo muito estimulado. Fazer desta forma é vantajoso quando está difícil de conciliar a agenda de todas as pessoas necessárias.

Se os funcionários da sua empresa não se adaptarem ao brainstorming, mas mesmo assim você precisa dessa dinâmica para executar os seus projetos, fazer sozinho é a melhor solução.

Como fazer um Brainstorming?

Fazer um brainstorming não é somente juntar um monte de pessoas em uma sala e pedir para cada um falar uma ideia.

Isso causará um grande tumulto e a atividade não cumprirá o seu objetivo.

Para ter um resultado satisfatório ao usar o brainstorming é necessário prestar atenção nesses 6 pontos:

1. Escolha um líder para a atividade

Ter um líder conduzindo o brainstorming fará com que a atividade seja bem executada.

Isso porque ele focará na conclusão das etapas e organizará a equipe, evitando problemas durante a elaboração.

Esse líder irá direcionar e moderar possíveis conflitos, além de comandar e avaliar todas as etapas do brainstorming.

2. Incentive a colaboração de todos os membros

Quanto mais pessoas participarem, mais ideias surgirão! Então, incentive e estimule a todos, mesmo que essas ideias não sejam utilizadas no final.

Isso aumentará a criatividade de quem estiver participando e instigará muitas qualidades da sua equipe, como proatividade e senso de argumentação.

Por fim, os participantes sentirão liberdade em dar opiniões, aumentando o sentimento de confiança deles com a empresa

3. Não critique nenhuma ideia

Quanto mais ideias, melhor. Então, não critique nada para não diminuir a quantidade no final. Isso ajudará no caso da ideia escolhida não ser boa.

Com muitas opções, é mais fácil encontrar a solução perfeita. Quando perceberem que já têm ideias suficientes para prosseguir, organize tudo e sintetize as que parecerem repetitivas.

4. Marque o tempo de anotações

Cronometrar as anotações da sua equipe aumentará a concentração na criação de ideias durante o brainstorming, reduzindo as distrações e mantendo o foco.

Ter um tempo predeterminado para ter ideias aumentará a criatividade.

5. Registre todas as ideias

Anote tudo o que aparecer durante o Brainstorming. Dessa forma, nenhuma informação correrá o risco de ser perdida no momento de análise.

Fazer essas anotações em um lugar onde todos possam ver é muito vantajoso, pois todos os participantes conseguirão acompanhar a construção das ideias.

Elas podem ser feitas em cartolina, quadro branco, post-its, o que for de melhor acesso para o grupo.

6. Selecione as melhores ideias

Depois do momento de pensar em ideias, é preciso analisar criticamente e selecionar as que mais se encaixam com o objetivo daquela sessão de brainstorming.

Além disso, preste atenção se a ideia selecionada é possível de ser executada.

Por: Giulia Barbon

Fonte: Conube

 

Veja o Treta dos Famosos e fique atualizado de notícias dos famosos

Fonte do Artigo

Post anterior

Está a procura pelo profissional ideal

Próximo post

Aquisição de Produção Rural passa a ser declarada na EFD-Reinf

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *