Bolso: Saiba algumas dicas para juntar e multiplicar o seu verba?

A sua vida financeira anda de mal a pior? Fique sabendo que você não está sozinho. São milhões de brasileiros que se encontram passando por dificuldades de sobreviver e de sustentar a família.  Portanto, saber porquê juntar verba rápido é o pontapé inicial para fazer seu patrimônio crescer.

Acredite que juntar verba não é só verosímil quando você já tem muito. Há a possibilidade de juntá-lo mesmo se você ganha pouco. A seguir, daremos dicas práticas para iniciar agora mesmo a juntar verba rápido e permanecer mais perto de ocupar o seu objetivo.

Defina seu objetivo

Esse processo é a primeira tarefa para que você consiga juntar verba. Definir um objetivo financeiro, com um motivo muito estabelecido e um planejamento adequado, é fundamental para que você consiga vigiar verba.

Normalmente, o principal motivo que leva as pessoas ao processo de juntar verba é a conquista de um objetivo. Assim, todas as vezes que pensar em gastar mais do que deve ou, mesmo, pegar esse verba para outras coisas, você vai se lembrar de que tem um projecto e objetivo em mente.

Portanto, programe quanto você precisa juntar. Assim, também será mais fácil encontrar em quais aspectos é verosímil forrar.

Controle dos gastos

Não há porquê falarmos de juntar verba rápido sem que você não mantenha sob controle o que você gasta. Sem isso, até despesas aparentemente irrelevantes, porquê um moca no pausa do trabalho, pode se tornar uma esfera de neve. O princípio capital é muito simples: não se pode despender mais do que se recebe.

Para isso, é necessário que você conheça suas despesas fixas, seus gastos avulsos e, sobretudo, as suas fontes de receitas. O próximo item vai te ajudar nessa questão.

Fazer uma planilha financeira

Uma planilha financeira é uma das melhores formas de fazer esse gerenciamento. Ela, além de proporcionar que você tenha uma visão universal da sua receita e das suas despesas mensais ou anuais, também ajuda a entender quais são as contas que podem ser cortadas ou reduzidas.

Para montar uma boa planilha financeira, você deve colocar diariamente, ou semanalmente, toda a sua receita (rendas) e todos os seus gastos (despesas)

Ordenar valor fixo para juntar todo mês

Uma prática muito recomendada e eficiente é definir uma quantia mensal para você juntar. Inclusive, é interessante colocá-la em sua planilha financeira, porquê um gasto que você tem todo mês.

Essa quantia depende da sua requisito, do seu planejamento e do seu objetivo. No entanto, é importante que não deixe de executar com essa meta e, sempre que verosímil, tente juntar mais do que esperava. Assim, ficará mais perto do resultado que espera.

Mudança nos hábitos

Se o objetivo é juntar verba rápido, será preciso mudar algumas rotinas, principalmente aquelas que levam você a comprar por impulso e a gastar mais do que deve.

Assim, reveja seu consumo de itens que podem ser substituídos por opções mais baratas. Exemplo:Deixe de almoçar em restaurantes e comece a levar sua própria comida para o trabalho.

Aliás, é interessante rever gastos com aplicativos de comida e de transporte. Às vezes, pensamos que são alternativas mais baratas, mas, no termo do mês, representam grande segmento das despesas.

Envolva as pessoas próximas a você

Mudar uma rotina de gastos e consumo compulsivo será muito difícil se você tiver parentes e amigos que estimulem esse comportamento no dia a dia. Por isso, para, de roupa, juntar verba rápido, é importante envolver as pessoas próximas.

Se o objetivo for de toda a sua família, cada um deve ter suas metas de economia e de controle de gastos. Aliás, há a premência de colaboração. Assim, toda a morada passa a andejar na mesma direção. Se você mora sozinho e precisa juntar verba rápido, a dica é falar com seus amigos sobre esse objetivo e fazer com que eles se sintam segmento disso.

Quitar todas as dívidas

Outro ponto de atenção diz saudação às dívidas, sejam elas vencidas ou a vencer. Na medida do verosímil, uma das principais recomendações para quem está juntando verba é concluir de uma vez por todas com essas grandes vilãs da organização financeira.

Evidente, isso pode ser difícil e vai depender das particularidades de cada pessoa. Entretanto, sempre que verosímil, pague o supremo de contas que puder e só depois disso comece o seu projeto de juntar verba.

Na hora de vigiar verba, tudo é organização e matemática. Por isso, coloque os valores no papel, faça os cálculos e avalie o que vale mais a pena de tratado com o seu caso.

Planejamentos periódicos

Os planejamentos periódicos consistem na teoria de estabelecer objetivos por prazos. Imagine que você queira juntar R$ 20.000 para fazer uma viagem para a Europa no final do ano de 2022.

Se tem 12 meses para atingir esse objetivo, terá que vigiar, pelo menos, R$ 1.670 por mês. No planejamento periódico, você pode estabelecer metas por trimestre. Ou seja, vigiar R$ 5.010 até o final de março, depois mais R$ 5.010 até o final de junho e assim sucessivamente, até chegar ao mês de dezembro.

Com o planejamento periódico, você tem foco e consegue se sentir mais motivado para atingir os seus objetivos.

Evite as taxas do cartão de crédito

O cartão de crédito pode ser um grande vilão do planejamento financeiro. Se você não souber usar esse método de pagamento de forma adequada, corre grandes riscos de permanecer no vermelho. Por isso, para quem não tem facilidade de guiar o uso do cartão, a recomendação é não utilizá-lo.

E, mesmo que você use, lembre-se de evitar o parcelamento da fatura ao supremo. As taxas e juros desse tipo de movimentação são muito elevados e podem fomentar um rombo nas suas finanças.

Tentar obter uma renda extra

Outra boa dica para quem quer vigiar verba é: busque formas de complementar a sua renda. Você tem qualquer tempo livre para fazer algumas atividades, talvez seja uma boa hora para iniciar a vender os seus serviços no mercado.

Rapidamente você irá perceber que pequenas entradas de verba já podem valer um aumento significativo na sua renda, representando uma complementação que vai fazer toda a diferença no seu orçamento pessoal e familiar.

Invista o seu verba

Investir também é uma das premissas para aumentar seu verba. Existem opções de produtos específicos para quem está começando, além de ativos direcionados a diferentes perfis.

Aprenda a julgar o que funciona melhor para você e, sempre que verosímil, busque o suporte de uma consultoria especializada. Procure o gerente da sua conta ou um camarada que esteja habituado a tal prática.

Você deve encontrar um investimento para fazer com que o seu verba trabalhe por você. Assim, enquanto você está lutando para forrar mas, garante que a quantia que já juntou está rendendo.

Encontre um tipo de investimento que combine com o seu planejamento, levando em consideração o tempo, a quantia e, também, os riscos que aceitaria passar.  Mas lembre-se de indagar com zelo quais são os serviços oferecidos, a termo de identificar se eles se adaptam às suas necessidades.

Outro ponto de atenção são as taxas cobradas nas operações. Essa informação é fundamental para instaurar se a escolha é realmente rentável.

Gostou das dicas? Agora é a hora de iniciar a colocá-las em prática. Felicidade!

Veja o Treta dos Famosos e fique atualizado de notícias dos famosos

Manadeira do Cláusula

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima