Aposentadoria pelo MEU INSS: Preciso de Jurista?

Preciso de contratar um Jurista para entrar com o pedido de Aposentadoria pelo MEU INSS? Essa é uma pergunta que ouvimos com muita frequência, por isso criamos nascente post para te ajudar!

Não é obrigatório contratar um legisperito para solicitar a aposentadoria no MEU INSS, porém, em certas situações o base de um profissional faz toda diferença no bolso do trabalhador.

Neste post vamos explicar o que é o MEU INSS, quem pode fazer o pedido de aposentadoria pelo portal e em quais situações o Jurista pode fazer diferença no seu pedido de aposentadoria.

Continue conosco e entenda uma vez que não terebrar mão dos seus direitos.

O que é o MEU INSS?

Meu INSS é um portal que o Governo Federalista criou para atender as demandas do INSS forma do dedo.

Estamos falando não somente da aposentadoria, mas também diversos outros benefícios do INSS uma vez que auxílio-doença, pensão por morte, consulta do extrato CNIS e tantos outros serviços.

O intuito é que você consiga solicitar os serviços sem a premência de transladar à uma escritório pessoalmente.

Agora é mais vasqueiro ir presencialmente à escritório e quando há premência você precisa agendar, também pelo MEU INSS ou pelo telefone (número 135).

A plataforma está disponível através do site ou mesmo por aplicativo disponível tanto para telefones com sistema Android quanto iOS.

Para as pessoas que não tem habilidade para acessar o aplicativo é verosímil solicitar a uma pessoa de crédito ou contratar um profissional para fazer o cadastro e entrar com o a sua solicitação.

Quais serviços posso acessar no Meu INSS?

Se você ainda não conhecia o MEU INSS vamos te mostrar quais outros pedidos podem ser feitos através do site ou aplicativo:

  • Extratos, certidões e declarações do obséquio;
  • Extrato de Imposto de Renda;
  • Simulação de aposentadoria;
  • Consulta do obséquio ativo;
  • Agendamento de atendimento;
  • Ingressão e guisa dos dados cadastrados;
  • Visualização do calendário de obséquio;
  • Solicitação de recurso e revisão do obséquio;
  • Emissão de GPS — Guia de Previdência Social;
  • Agendamento de Prova de Vida.

Lembramos que você pode acessar esses serviços de forma totalmente independente, porém, em caso de dificuldades poderá contratar um Jurista para dar o suporte necessário.

Uma vez que me cadastrar na plataforma do Meu INSS?

Você poderá fazer o cadastro pelo site, aplicativo ou até mesmo pelo internet banking de alguns bancos.

Lembramos que para concluir nascente cadastro é necessário ter em mãos a sua carteira de trabalho, pois será necessário fornecer dados sobre sua vida trabalhista.

Confira os 07 passos para fazer o seu cadastro:

  1. Baixe o aplicativo “Meu INSS” no seu telefone (Android ou iOS);
  2. Abra a plataforma e clique em “Próxima”, depois clique em “Faça sua senha cá mesmo”;
  3. Agora você deverá ir em “Cadastrar senha”;
  4. Será necessário digitar o seu CPF e inserir outros dados que serão solicitados;
  5. Você deverá responder as perguntas referentes a sua vida trabalhista;
  6. Quando finalizar, será preciso confirmar a sua conta por e-mail ou SMS.
  7. Pronto, a sua conta já está criada e para acessá-la basta fornecer o CPF e senha cadastrada.

Agora que você já sabe uma vez que fazer o seu cadastro, vamos explicar uma vez que funciona a estudo através do portal e você identificará se precisa ou não do base de um legisperito.

Aposentadoria pelo MEU INSS: Preciso de Jurista?

Dissemos isso algumas vezes ao longo deste post, mas precisamos substanciar que não é obrigatório contratar um legisperito para entrar com o pedido no INSS.

             Mas, logo, por que devo contratar um?

O pedido de aposentadoria, em muitos casos, é múltiplo e o pedido instruído da forma errada pode te prejudicar, seja pela morosidade na estudo ou por você terebrar mão de direitos melhores.

Calma, nós explicamos!

Primero vamos falar sobre a morosidade na estudo dos pedidos.

Quando você entra com uma solicitação pelo MEU INSS ele avalia toda sua documentação e se estiver tudo em ordem o seu pedido é facultado ou ele segue para o agendamento de perícia.

Porém, se você não apresentou a documentação certa ou apresentou toda documentação, mas os documentos elaborados com erros, o INSS negará o seu pedido ou abrirá um prazo para você emendar nascente erro.

Em ambos os casos você fica prejudicado pois vai  levar mais tempo para você estrear a receber o seu obséquio.

Por isso reforçamos o quanto é importante se notar a quais benefícios o INSS exige que você apresente na hora de fazer a solicitação.

Outrossim, observe se estão dentro da validade, sem rasuras, e com as informações necessárias para o INSS fazer sua estudo.

Entendemos que muitas pessoas anseiam receber o obséquio e por isso apresentam a documentação que possuem sem conferir se está tudo “de convénio”, porém isso pode atrasar e muito o recebimento do seu obséquio.

Dizemos isso pois em certos casos você precisará entrar com outro pedido e em outros casos você precisará providenciar a documentação correta e apresentar ao INSS.

Em ambos os casos o seu pedido volta para estudo e entra novamente na fileira de espera.

Por isso, se você não tem domínio do obséquio que está solicitando, se está com dúvidas sobre a documentação, preenchimento e diversos outros pontos, busque o base de um legisperito previdenciário.

O profissional vai te facilitar a entrar com o obséquio de forma correta com os documentos exigidos pelo INSS para evitar esses transtornos.

Outrossim, outro ponto que merece sua atenção são os seus direitos. Você realmente conhece quais são os seus direitos?

Te pergunto isso pois, existem pessoas que entram com um pedido mas têm recta a um obséquio melhor.

Vamos exemplificar com uma situação muito generalidade que é o segurado que vai pedir a aposentadoria generalidade, mas trabalhou alguns anos em atividade insalubre.

Esse tempo de atividade próprio, quando trabalhado até 12/11/2019 pode ser convertido em tempo generalidade e essa conversão resulta em 20% a mais de tempo para as mulheres e 40% a mais para os homens.

Entretanto, o INSS não analisa esses detalhes e corre detrás deste recta para você. É você quem precisa detectar nascente recta e solicitar ao INSS essa conversão de tempo próprio em generalidade.

Estamos utilizando nascente exemplo, mas há na legislação uma infinidade de situações nas quais o segurado pode se valer para melhorar o seu beneficio ou reformar mais cedo.

Portanto, se você não está seguro dos seus direitos e ainda tem dúvidas faça um planejamento previdenciário e entenda quais são os seus direitos antes mesmo de pedir a Aposentadoria.

Gostou dessas dicas?!

Apesar de o legisperito não ser um passo obrigatório para a solicitação da Aposentadoria pelo MEU INSS, ele é a peça-chave para garantia dos seus direitos.

Portanto, nossa dica é não entrar com o pedido se você tem dúvidas. Busque o base de um profissional e garanta o melhor obséquio que tenha recta.

Veja o Treta dos Famosos e fique atualizado de notícias dos famosos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima