A importância da proteção de dados financeiros em 2021

A proteção de dados de uma empresa é assegurada por Lei. As empresas devem seguir todos os passos citados na legislação para que estejam compatíveis com o que está determinado na LGPD.

Isso deve ser seguido a fim de assegurar os direitos dos clientes e colaboradores, os quais são donos de seus dados pessoais.

O formulário para realizar uma compra, na maioria dos casos, solicita dados pessoais dos usuários.

E esses procedimentos são comuns, fazendo com que várias pessoas informem o que está sendo pedido para adquirir um serviço ou produto online.

De maneira geral, esses dados devem ser mantidos em segurança, mas isso nem sempre é assegurado pelas empresas.

Atualmente, segundo determinado por Lei, as empresas têm a obrigação de tratar os dados de seus clientes. E essas mudanças são essenciais para a segurança das informações pessoais.

Como funciona a Lei de proteção de dados de uma empresa?

A Lei que determina a proteção de dados de uma empresa foi sancionada durante o ano de 2018, pelo então presidente Michel Temer.

Um dos maiores objetivos dessa Lei é estabelecer princípios, direitos e deveres que as empresas devem seguir para assegurar a proteção de dados de seus colaboradores e clientes.

Essa determinação é bastante parecida com os procedimentos de segurança que alguns usuários seguem em seus próprios dispositivos.

Uma das formas é usar um VPN para aumentar sua integridade e sigilo de seus dados.

Recomendamos usar ferramentas que impedem o rastreio por parte de hackers ou até sites.

Há outros casos que a ferramenta pode ser útil, como por exemplo para proteger a instalação do Android, instale VPN.

Dessa forma a VPN irá dificultar o serviço para hackers e qualquer aplicativo mal intencionado baixado junto com seus arquivos na internet.

Mas na prática, seguindo os procedimentos de uma organização, os dados pessoais e outras informações dos clientes devem ser preenchidos.

Isso faz com que a proteção de dados de uma empresa seja essencial e, agora, obrigatória nas empresas.

Em nosso país, além de levar em consideração a GPDR, a Lei também alterou o Marco Civil da Internet.

Ela, por sua vez, foi sancionada durante o ano de 2014, o qual regulamenta a utilização da internet, assim como estabelecia quais eram os princípios e as garantias da rede livre e democrática em nosso país.

Qual o impacto da LGPD?

A LGPD tem um impacto bastante significativo, sendo considerada uma das maiores que uma legislação nacional já alçou.

Isso porque existem milhares de empresas no Brasil que trabalham de maneira direta ou indireta com a coleta de dados pessoais de seus clientes.

E, na maioria dos casos, essas informações são essenciais para que o negócio continue funcionando corretamente, alguns deles são bancos, e-commerce e outras opções.

Sendo assim, a proteção de dados de uma empresa é fundamental, além de essencial, para que as transações entre as companhias sejam realizadas.

Designed by JoeZ / shutterstock
Designed by JoeZ / shutterstock

Seguir procedimentos para garantir a proteção de dados de uma empresa não é uma opção, mas sim uma obrigação que as organizações devem obedecer para seguir corretamente as normas brasileiras.

Uma situação é fato: a mudança nos comportamentos das empresas e dos clientes será drástica.

Sendo que as políticas de proteção dos dados será uma das primeiras a passar por mudanças, sendo visível esse comportamento pela maioria das pessoas.

Os usuários também devem se tornar muito mais exigentes quanto a segurança garantida pela empresa para proteção de seus dados pessoais.

Existe alguma penalidade para as empresas que não tratarem os dados?

As organizações que não seguirem o que está citado na LGPD irão sofrer penalidades, as quais variam conforme a gravidade da situação.

Caso as empresas sejam penalizadas pelo não cumprimento da conformidade, as multas podem chegar a 2% do faturamento total, as quais possuem um limite de R $50 milhões por infração.

Mas além do pagamento da multa, as organizações também terão suas atividades suspensas de maneira parcial ou total.

O órgão responsável pela fiscalização será a ANPD. Ela será criada com esse objetivo, estipulando quais são os padrões técnicos da aplicação desta Lei e realizando o acompanhamento das sanções.

Qual a necessidade da proteção de dados de uma empresa?

Os usuários têm o direito de ter seus dados pessoais protegidos, segundo fundamento genérico da Constituição Federal de 1988.

Atualmente o Senado Federal aprovou a proposta de Emenda à Constituição para que a proteção dos dados pessoais seja assegurada por meios no rol e garantidas pela Carta Magna.

O Marco Civil da Internet reconhece o direito de proteção de dados de uma empresa e, dessa maneira, fez-se necessário a regulamentação de manter os dados pessoais dos usuários seguros.

Como adequar as empresas para a LGPD?

Uma das primeiras medidas para garantir a proteção de dados de uma empresa é realizar o mapeamento detalhado de todas as informações pessoais tratadas.

Para que esse objetivo seja alcançado, as empresas devem ter conhecimento de quais dados foram coletados durante o cadastro, assim como armazenados no sistema de nuvem, físico ou digital da empresa.

Também é essencial levantar quais são as pessoas que têm acesso a esses dados, como os colaboradores e líderes e, se são compartilhados por terceiros, quem são eles.

Na sequência, as empresas devem seguir algumas medidas de segurança e proteção dos dados levantados.

Veja o Treta dos Famosos e fique atualizado de notícias dos famosos

Fonte do Artigo

Read Previous

Aposentadoria Especial: Como receber o benefício mais rápido

Read Next

Prazo de entrega da Defis prorrogado devido a pandemia da COVID-19

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *